Pesquisar este blog

31 agosto 2005

De volta e com Freeman

Saúdo todos e todas!
Depois de um tempo de recesso, devido motivos políticos e emocionais, este 'blog' volta a ser freqüente. De cara, apresento um novo autor chamado T. Freeman. Confesso que nunca ouvi nenhum comentário sobre a obra deste escritor norte-americano radicado no Recife, em Pernambuco. Até que meu primo Daniel, através de Thiago Amanajás (que é o tradutor do autor no Brasil), teve acesso à obra e me mostrou as pérolas de Freeman.
Li e gostei do material recebido. Creio que Freeman é um irmão espiritual e estilístico de Leinad, o argentino que toca fundo nos nossos corações.
Sem mais demoras, eis aqui o poema ''Verdade". Leia e depois enviem seus comentários. Viva eu (que nasci em setembro)! Viva vocês que são pessoas de muito caráter!
Harold


Verdade
T. Freeman

Se pudesse ser feita a minha vontade
Então acabaria com o tempo
E tudo que durava pouco passaria à eternidade.

Se pudesse ser feita nossa vontade
Então excluiria a ânsia
E passaria ser tudo tranqüilidade.

Mas como posso contar tempo?
E como irei ficar ansioso?

Pediria apenas que o tempo ao teu lado seja eternidade
E minha tranqüilidade não se transforme em ansiedade.

Que a vontade não se concentre só em mim
Mas que passe a ser sua para que um dia
Seja apenas verdade.

Nenhum comentário: