Pesquisar este blog

08 dezembro 2006

Como John e Yoko


Nestes dias lembramos que, há 26 anos, John Lennon partiu para um plano superior de vida. Sua partida não foi uma escolha pessoal mas a decisão de um fanático. Para nós ficou a dor e as lembranças de belas e importantes canções. Também a lembrança de sua relação com Yoko Ono, a esposa, às vezes, rejeitada pelos fãs e citada como pivô da crise que encerrou a carreira do fabuloso quarteto de Liverpool. Não entro neste tipo de discussão. Gosto de lembrar a beleza do amor por eles vivido.
O texto que coloco hoje no blog é, ao mesmo tempo, a minha homenagem ao ilustre casal e, também, a uma moça muito especial aqui do Distrito Federal.
Depois de lido o texto, me ofereçam seus elogios ou suas críticas.
Tudo de bom!
Aroldo José Marinho



Como John e Yoko
Aroldo José
Ela vai para a festa,
Eu sigo atrás dela.
Não questiono seus planos.
Só me interessa o seu lance,
Seu olhar certeiro e esperto.
Finjo que não sei de nada.
Mas depois me entrego
E apoio sua jogada.



Ela quer dançar
Até chegar a madrugada.
E eu só quero amar
Esta mulher alucinada.



Nossas boas reputações
Foram destruídas.
Agora somos dois loucos
Vivendo como John e Yoko.



Ela quer o paraíso.
Eu só quero andar na rua.
Pelas noites do Leblon
E saborear vinho Bourbon.
Ela quer ser a rainha da corte.
Eu só quero que ela seja minha
E que venha me aquecer
Nas noites frias.



Nossas tristezas desaparecem.
Uma nova vida nos oferecem.
Agora somos dois loucos,
Vivendo como John e Yoko



Ela não sabe quando parar.
Não quer dá um tempo,
Nem fechar os olhos
E sonhar com repouso.
Sua energia é vida,
Sua entrega é infinita.
Ela nunca vai abraçar
O que é banal ou tradicional.
Brasília, 06/11/05

2 comentários:

Elisabete de Mello & Flexinha, A Gaby Duff Lancer disse...

Fiz também um poema para John e Yoko.

Perdeu-se no tempo.

Harold disse...

Bete!
Se você encontrar o poema sobre John e Yoko, por favor, me deixe publicar no meu blog.
Beijos e vida!!!