Pesquisar este blog

24 outubro 2008

Juras de amor (De Clark Kent para Lana Lang)

Saúdo os leitores e as leitoras deste blog. Hoje vou repetir um texto que foi postado, originalmente, em 22/02/05. O motivo para repetir o texto se deve ao fato de, numa dessas madrugadas, eu ter sintonizado numa emissora onde passava um episódio da série Smallville. Me espanta a forma indefinida como o protagonista demora para expressar seu amor pela linda moça.
Quando postei o texto pela primeira vez, meu primo Daniel Amanajás, conhecido como tradutor da obra do argentino Navi Leinad no Brasil, comentou que daria uma exceltne letra de brega. Ele mostra que, além de excelente tradutor, também é um sujeito espirituoso. Como o texto está se alongando, me despeço.
Tudo de bom!
Harold

Declaração de amor

Neste dias conversei 'on-line' com meu primo Daniel, que retornou para Belém no fim do ano passado. Disse para ele que escrevi um texto baseado num diálogo que assisti na série Smallville, que passa no SBT. A idéia surgiu de uma conversa entre Clark Kent, o herói, e Lana Lang, a amada. Lana disse alguma coisa sobre ter medo de se cansar de esperar por Clark. Ele nada respondeu.
Depois que acabou o episódio, fiquei pensando que resposta Clark poderia ter dado para Lana. Então, imaginei a declaração dele. Daí surgiu o texto que vocês lerão agora. Por favor! Não esqueçam depois de ir no Comments oferecer opiniões.
Beijos, abraços e saúde!
Harold


Juras de amor (De Clark Kent para Lana Lang)

Aroldo José
Lana!
Eu Clark, aceito te encontrar.
Fazer teu caminho virar meu caminho
Para nossas vidas se tornarem coisa única.
Seguir contigo para sempre
Por todos os lugares
E ser teu ser amado.

Vou dividir minha vida em duas fases:
Antes e depois do nosso encontro.
Meu passado será lembrado
Como um palco pouco iluminado.
Só terão valor os sonhos vividos ao teu lado.
Eu te abraçarei, te acolherei
Para juntos dançarmos a valsa da lua cheia
E da noite estrelada.

Quando eu ficar triste
Lembrarei de tua face sorridente
Me incentivando a nunca desistir
De ser superior às dificuldades;
Às maledicências alheias
E às desventuras da humanidade
O teu amor será a minha referência.

Daqui por diante dedicarei minha vida
Ao amor que me foi dado pelo teu ser.
Serei devoto da fé no teu olhar
E nunca deixarei calar a canção
Que foi composta para te homenagear,
E acreditarei que este mundo só é bonito
Porque nele eu posso te encontrar.

Lana!
Eu Clark, prometo nunca deixar
De oferecer meu amor à tua figura
De musa inspiradora;
De mulher autora do bem querer;
De jardineira da flor do amor.
Brasília, 07/02/05

6 comentários:

Paola Vannucci disse...

Aroldo

bom dia

sou suspeita ao falar de amor. kkkkkk

beijos

Harold disse...

Oi Paola!
Obrigado por sua visita. Não precisa falar de amor. Basta fazer um comentário sobre o texto.
Beijos e alegria.

Karina disse...

Nooooossa, foi bem sem querer ter achado esse texto e achei incrível! Sabe como é quando a gente está apaixonado, mas de fato muito lindo!

Harold disse...

Obrigado por seu comentário Karina. Espero sempre contar com sua visita.
Beijos e saúde sempre!

Elisabete de Mello & Flexinha, A Gaby Duff Lancer disse...

Merecia ser texto na série ou no filme.

Harold disse...

Sweet Bete!
Fico comovido com o seu comentário. Muito obrigado.
Beijos!!!!