Pesquisar este blog

02 outubro 2016

Tudo de novo?

O primeiro turno das eleições municipais em Macapá chega ao seu final. Logo a contagem de votos indicará quais candidatos se enfrentarão no segundo turno. Também se saberá se as pesquisas eleitorais, de fato, expressaram com fidelidade a tendência do eleitorado da capital do estado do Amapá.

Na última pesquisa realizada pelo Ibope para a Rede Amazônica de televisão, divulgada na sexta-feira (30/09), era clara preferência do eleitorado pelo prefeito Clécio Luís (http://g1.globo.com/ap/amapa/eleicoes/2016/noticia/2016/09/ibope-votos-validos-clecio-tem-42-gilvam-21-e-aline-19.html). Candidato da Rede liderava com 42%, secundado por Gilvam Borges (PMDB) com 21%, num empate técnico com a terceira colocada Aline Gurgel (PRB), 19%. Os números deram a entender que a população, se não está totalmente satisfeita com sua administração, também não se sente tão decepcionada.

Os números da pesquisa indicaram que a disputa do segundo turno oporá a centro-esquerda à direita. Luís tentará sua reeleição contra Borges ou Gurgel. Nas projeções do Ibope, o atual prefeito será vencedor independente da pessoa com quem irá concorrer. Todavia nem sempre a voz das pesquisas, necessariamente, reflete a voz do povo.

A partir de amanhã (03/10) os que forem para o segundo turno iniciarão contatos para ampliar seus leques de influência. Se valer a lógica da eleição de 2012, provavelmente, Luís será novamente vencedor, com voto das pessoas de boa vontade e esclarecidas de Macapá. Contudo não se pode esquecer que, no pleito anterior, ele era uma grata surpresa do PSOL,  que não teve dificuldade para unificar a esquerda ao seu redor. Considerando sua transferência para a Rede e seu crescente diálogo com o DEM de sua vice, conseguirá ele ser, novamente, a personificação política de uma Macapá que deseja ser uma cidade que busca ser percebida como evoluída?

Cenas dos próximos capítulos!

Aroldo José Marinho  




Nenhum comentário: