Pesquisar este blog

19 março 2005

José

Hoje é dia de São José, o padroeiro de Macapá, a cidade onde nasci. É feriado lá. Mesmo quando a data cai num dia de semana, a cidade pára para homenagear o santo com cerimônias religiosas, arraial, shows, etc. Também faço minha homenagem ao santo por alguns motivos que independem de Macapá. Um deles é que eu me chamo José. Isto mesmo! Sou Aroldo José.

Certa vez fui num dicionário onomástico para saber mais sobre meu segundo nome. Descobri que o significado de José é "O Justo". Então relacionei o significado com a narração bíblica da descoberta feita pelo carpinteiro José: sua noiva Maria estava grávida. A narração de Lucas mostra que eles não viviam juntos portanto o carpinteiro não seria o pai do filho esperado por Maria.

De acordo com a tradição judaica, José poderia denunciar sua noiva como adúltera. Ela seria apedrejada. Mas Lucas cita que José era homem justo e não queria difamar a noiva. Por isso, resolveu abandoná-la na calada da noite. O resto já é sabido: o anjo lhe visita em sonho e comunica que Maria espera um filho gerado pelo Espírito santo. Então José assume a paternidade do filho de Deus.

Me fascina na história o caráter de José. Se ele denunciasse a noiva, ela seria marginalizada pela comunidade. Porém ao abandoná-la ele passaria a idéia de que era um homem fugindo do compromisso assumido anteriormente. Então, neste caso, a comunidade acolheria Maria e amaldiçoaria o noivo fujão. Quer dizer, ele preferiu manchar sua imagem, do que desmoralizar o conceito de Maria perante as pessoas do lugar onde viviam. Convenhamos, não é qualquer inocente que aceita levar a culpa no lugar do outro.

Antes de saber do plano de Deus, o carpinteiro já estava preservando Maria. Então, seu exemplo é fabuloso. Seu senso de justiça vai além de seu prejuízo moral. Depois da visita do anjo, ele se torna o pai efetivo do filho de Deus.

Como qualquer dos muitos José que estão pelo mundo, eu prezo bastante a justiça social. E me orgulho de ter este nome e prestar reverência ao carpinteiro de Nazaré. Na sociedade em que vivo, a justiça é fato banalizado e a postura de José serve como convite para resgatar a importância deste princípio no mundo.

Felicito todos que se chamam José e peço ao nosso padroeiro que interceda para que Deus nos transforme em homens justos.

Feliz dia de São José!

Aroldo JOSÉ Marinho

Nenhum comentário: