Pesquisar este blog

08 março 2005

Um texto do Celso

Hoje é meu dia de fazer gentileza aos amigos e familiares. Apresento um poema escrito por Celso Antonio Pereira, que é casado com minha prima Rose. Ele é um carioca com alma de amapaense. Foi conhecer Macapá, em 2001, e se apaixonou pela cidade, como se tivesse nascido no lugar. Chegou 2005. A saudade de lá bateu e, lá foi ele de novo com a Rose passar o carnaval em Macapá. Ele aproveitou para bater um monte de fotografias e ouvir as músicas produzidas em Macapá.
Aqui está o poema que Celso fez para Macapá. Fiquei contente e agora publico. Deu ânimo para que um dia, eu também escreva sobre a cidade onde nasci.
Tudo de bom para vocês!
Harold


Querida Macapá
I

Vou seguir aquela estrada rumo à Belém do Pará.

Sou viajante e por mais distante eu não levo nada,

Só uma mochila velha e o meu coração. Eu só tenho

Medo da solidão.

II

Sou filho da terra e com orgulho sou do mês de Julho.

Tenho saudade do meu povo, da beira-rio; do tucupi e do

Tacacá. É a beleza daquele lugar; é a cidade de Macapá.

Meu pensamento vagueia aqui e acolá. Quero pro Norte

Voltar!

III

Pode até dar em nada a minha jornada, mas tenho

Pressa de chegar. Estou cheio de esperança de tanto

sonhar. Quero pra minha terra voltar, O Norte !

Minha querida Macapá.


Celso Antonio Pereira

Nenhum comentário: