Pesquisar este blog

14 fevereiro 2009

O detetive e a moça

Leitores e Leitoras!
Ainda no contexto do dia de são Valentino, segue um texto que escrevi em 1996, no século passado. A inspiração do poema quando eu estava assistindo um filme na televisão. Era Dick Tracy, estrelado e dirigido por Warren Beatty, com as participações de Anette Benning e Madonna. Não era um grande filme. Todavia teve seus momentos de brilho. Foi um desses momentos que me motivou a escrever o texto que segue.
Espero que a leitura lhes seja agradável. Peço que deixem seus comentários.
Um abraço!
Aroldo José Marinho


O detetive e a moça
Aroldo José


Você é a única!
Foi o que disse o detetive
Que usava capa amarela
Para bela a moça
Que ele amava.
Ela era tão bonita
E se tornava mais bonita
Quando ficava indecisa.


A moça de chapéu,
Que era tão clara.
Sonhava com uma vida feliz
E calma assim como ela.
Ela queria uma vida burguesa
E um vestido de princesa.


Você é a única!
Ela sabe que ele disse a verdade.
Ele a quer para toda vida:
Dividir histórias,
Unir corpos suados,
Pagar contas
E levar as crianças na escola.


Ele lembra de quando a viu
Pela primeira vez.
Era dia de chuva,
Ela estava ensopada.
Ele lhe ofereceu um guarda-chuva.


Ela era tão bonita.
Ele lhe deu também o seu coração,
Seu jeito simples e honesto
Que fica sem jeito
Quando fala dos assuntos do coração.


Ele não disse que a amava
Porque é difícil explicar
O que se sente.
Porém acariciou seus cabelos molhados
E contemplou seus olhos claros.
Ela pensou o quanto ele era elegante.
O homem da capa amarela,
O homem que respeitava a lei
E fazia a chuva parecer
Um dia de primavera.


Você é a única!
Ele disse que sabia disso.
Ela disse que o amava
Enquanto a chuva caía.
Ele a protegia
E ela sabia que ele a amava.
O homem da capa amarela
Que tornava sua vida bela.

6 comentários:

Lêda Maria disse...

Lindo...poderia virar música.

bjos em vc

Harold disse...

Maria! Doe Maria!
Não tinha pensado em fazer o texto virar música. Você deu uma bela idéia. Vou procurar algo bem legal para depois lhe mostrar.
Beijos sempre!!!!
José

Anônimo disse...

Caro Aroldo como vai!
Olha lindo este seu peoma parabens você relamente mandabem mesmo gosto dos seus texto e poemas umgrande abraço.

Harold disse...

Valeu Anônimo!
Agradeço suas boas palavras.
Tudo de bom sempre!

Elisabete de Mello disse...

Amei.

Traduz seu coração?

Harold disse...

Obrigado por ter amado Sweet Bete!
Beijos!!!!