Pesquisar este blog

18 setembro 2009

Com vocês, Spinetta

Há três grandes músicos importantes na cena do rock argentino: Charly Garcia, Fito Páez e Luis Alberto Spinetta. Os dois primeiros são conhecidos de parte do público brasileiro. Garcia residiu uma parte dos anos 70 Brasil fugindo da ditadura militar de seu país. Páez, volta e meia, colabora com músicos brasileiros (Caetano Veloso, Rita Lee e Paralamas entre outros). Porém o nome de Spinetta não tem o mesmo alcance entre nós.

Nascido em 1950, na cidade de Buenos Aires, Spinetta (carinhosamente chamado El Flaco), é cantor, compositor, poeta e guitarrista bastante influente no seu país. Além de atuação solo, ele também foi fundador de duas bandas referenciais do rock do vizinho país na década de 70: Almendra e Pescado Rabioso. O trabalho desta última é o motivo de interesse desta postagem.

Além de Spinetta, Pescado Rabioso contava em sua formação com Black Amaya (bateria), Osvaldo "Bocón" Frascino (baixo) e Carlos Cutaia (teclados). Posteriormente, Frascino foi substituído por David Lebón. O estilo e a originalidade musical da banda deixaram uma marca indelével no rock argentino.

O último trabalho da banda foi lançado em 1973 e entitulado Artaud. Segundo a Rolling Stones, revista especializada em rock, é considerado o melhor disco da história da música Argentina. A canção que escolhi para postar é parte integrante de Artaud.
Aroldo José Marinho

Pescado Rabioso- Bajan






Nenhum comentário: