Pesquisar este blog

27 outubro 2010

Com quem dançar?

Volta e meia, alguém pergunta em quem irei votar na eleição para a presidência da república. Não tenho dificuldade em afirmar que votei no primeiro turno em Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT). Nela votarei no segundo turno também. Ela é a minha opção desde 2009, quando começaram as especulações sobre os possíveis candidatos à sucessào de Luiz Inácio Lula da Silva. Porém, esclareço que minha decisão não se deu, necessariamente, em cima do nome de Rousseff.

Não vejo muita diferença entre a candidata petista e José Serra, do Partido da Social- Democracia Brasileira (PSDB). Os dois Não são politicamente carismáticos. São membros influentes da turma mas não tem perfil para a liderança. No ponto de vista técnico, possuem qualidades equivalentes. Ela é inteligente, ele também. Ela é competente, ele idem. Rousseff é hábil gestora e articuladora política. Serra possui essas qualidades. No final das contas, os dois merecem a minha consideração.

Se as candidaturas são equivalentes, qual o motivo de minha adesão à candidatura de Dilma? Simples, o partido. Não consigo simpatizar com o PSDB. Penso dessa forma desde 1994. Desde então, procuro manter alguma distância em relação ao partido que, na minha opinião, traiu a democracia brasileira. 

Num outro momento, poderei citar alguns exemplos que embasam o que escrevi no parágrafo anterior. Por enquanto, mantenho o voto do primeiro turno. Sigo com Dilma. Espero que ela seja vitoriosa e faça um governo preocupado com as causas populares. Nada que tenha a mínima lembrança do partido dos tucanos.

Aroldo José Marinho 


Nenhum comentário: