Pesquisar este blog

11 junho 2009

Uma canção de Arantes

O paulista Guilherme Arantes foi um dos compositores de grande popularidade no Brasil dos anos 70 e 80. Parte de sua fama é decorrente do fato de que suas canções sempre foram constantes nas trilhas sonoras de novelas da Globo. A primeira foi Meu mundo e nada mais, em 1976, na novela Anjo Mau.

É verdade que as trilhas de novela ajudaram na divulgação do trabalho de Arantes. Todavia não se pode negar sua habilidade para escrever canções que, facilmente, encantam as pessoas. A temática de suas letras, no início, abordava o universo adolescente, recheado de incertezas e desejos. Posteriormente, o autor ampliou sua fonte de inspiração. Um exemplo é a canção Fio da Navalha, da trilha da novela Partido Alto, de 1984, onde sua abordagem é de caráter social.

Atualmente, seu nome não é veiculado na mídia com a intensidade de outros tempos. Porém, volta e meia, uma ou outra rádio toca algumas de suas canções clássicas. O blog destaca uma delas, que narra uma história bela, protagonizada por um casal adolescente.

Minha intenção era lhes oferecer um clipe que tivesse muita qualidade artística. Nesse sentido, a procura no You Tube não foi vitoriosa. Por isso, segue um que combina trechos da gravação original, de 1977, com momentos de uma apresentação realizada por Guilherme no século atual.

Aroldo José Marinho


Guilherme Arantes- Baile de máscaras




3 comentários:

Caroline disse...

muito bacana. :)

Harold disse...

Valeu Carol!

Harold disse...

Longa vida para Guilherme Arantes!!!