Pesquisar este blog

06 novembro 2010

Sempre Livre- Esse seu jeito sexy de ser

O clipe da postagem anterior trouxe uma saudade da adolescência. E lá fui eu, de novo, buscar as memórias dos anos 80. Lembro mais da segunda metade da década. Era um período de recomeço para o país. O governo da ditadura tinha acabado em 1985. Muitas coisas começaram a acontecer. Algumas, boas e significativas. Outras, bem... é melhor deixar no passado, sem nenhuma citação.

A música marcante daquele período foi pautada pelas bandas de rock nacional. Muitas delas, tinham pé na new wave. Era um rock leve, dançante, muitas vezes, engraçado. Caía bem para um país que viveu 21 anos na dureza e nas sombras de uma ditadura ridícula e arbitrária.

Uma das bandas desse período era a Sempre Livre. O nome inspirado na famosa marca de absorvente tinha tudo a ver. Na formação do quinteto só havia mulheres. Lá estavam: Dulce Quental (voz), Flávia Cavaca (baixo), Márcia (guitarra), Lúcia Lopes (bateria) e Lelete (teclados).

Três discos foram lançados pelas meninas. O primeiro, de 1984, foi o que mais tocou nas rádios. Dele fazem parte os hits So free e Esse seu jeito sexy de ser. Depois houve o desgaste, mudanças na formação, desinteresse da mídia. O fim foi inevitável.

Ficaram a saudade e os clipes. Um deles, lhes é oferecido agora. 

Harold


Sempre Livre- Esse seu jeito sexy de ser


Nenhum comentário: